#Culinária Pamonha fácil de liquidificador


INGREDIENTES
2 latas de milho verde (sem a água)
1 garrafa de 200ml de leite de coco
2 xícaras de chá açúcar
4 ovos
25g de queijo parmesão ralado
4 colheres de sopa de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó
MODO DE PREPARO
Bata todos os ingredientes no liquidificador, deixando para acrescentar o fermento somente no final.
Despeje em uma forma untada e enfarinhada e leve para assar em forno preaquecido a 200ºC até dourar a superfície.
http://receitatodahora.com.br/pamonha-facil-de-liquidificador/



COMPARTILHE

COMENTE!

0

#Video Se eu perdoaria uma traição? Claro. (Reflexão)

Tags:


E aí o que vocês acham?






COMPARTILHE

COMENTE!

0

#Artesanato Caminha para gatos

Olha que fofa essa caminha para gatos. Eles vão amar com certeza :)



http://niniartes.blogspot.com.br/



COMPARTILHE

COMENTE!

0

#Beleza Peeling facial com mel e aspirina

Tags:

Peeling facial é uma das técnicas mais procuradas entre os tratamentos de beleza.
Trata-se de um processo estético à base de ácidos para remover camadas danificadas da pele.
O resultado é maravilhoso, pois o tratamento é intenso, ajudando a eliminar cicatrizes, manchas e outras marcas.
Infelizmente, para a maioria, a técnica custa caro e é preciso conhecer o produto certo para cada tipo de pele.
A boa notícia é que ensinaremos como fazer peeling natural, caseiro e bastante eficaz, com mel e aspirina.
Mas peraí: natural e caseiro e com aspirina?
Sim, sim.
Mas, antes que você critique a receita dizendo que Aspirina não é natural, saiba que não é bem assim.
A Aspirina deriva de uma planta, o salgueiro.
O próprio nome "aspirina" faz referência ao nome científico do salgueiro.
O "spir" de Aspirina provém de Spiraea.
Além disso, vamos usar esta receita externamente e sem exageros (o risco maior da Aspirina é o uso interno, que pode entre outras coisas prejudicar o aparelho digestivo).
E pense: para tratar a pele, muita gente apela para máscaras faciais vendidas por grandes empresas, mas esta geralmente é uma alternativa cara.
Bem diferente do caso da máscara ensinada neste post, uma alternativa caseira com ótimos resultados.
Os ingredientes são baratos e fáceis de encontrar.
Antes de iniciar o tratamento, é importante que sua pele fique dois dias antes sem cremes e maquiagens.
O máximo que pode fazer é usar um esfoliante com aveia e iogurte natural.
Como o peeling facial ajuda a renovar as células mortas, é comum que a pele fique um pouco ressecada durante e depois do tratamento.
O resultado, na verdade, depende muito do tipo de pele que você tem, mas muita gente que experimenta aprova.
Acontece é que a asperina é um medicamento que vai além do tratamento de dores na cabeça, suas propriedades podem regenerar e melhorar a saúde cutânea, graças à alta concentração de beta-hidroxiácido.
Este ingrediente é muito utilizado em indústrias de cosméticos, na fabricação de cremes, esfoliantes e maquiagens, por exemplo.
Além disso, é um ótimo anti-inflamatório que ajuda a combater espinhas e prevenir cicatrizes que elas podem causar.
Procure fazer a receita durante a noite, pois você não deve se expor ao sol durante e depois do tratamento.
E também evite se expor ao frio extremo e a gases que contaminam.

INGREDIENTES
5 aspirinas
1 colher (sopa) de mel puro
1 colher (sopa) de iogurte natural
MODO DE PREPAROEsmague todas as aspirinas para formar um pó macio.
Feito isso, misture com mel e iogurte e mexa bem, até obter um creme.
Lave o rosto com água e sabão neutro.
Depois, para abrir os poros de sua pele, molhe o rosto com a ajuda de um pano úmido e levemente aquecido.
Em seguida, com um pano limpo e seco, retire a umidade do rosto, sem esfregar.
Aplique uma camada fina da mistura e deixe agir por 20 minutos.
Feito isso, lave com água e aplique um hidratante sem álcool.
No dia seguinte, sua pele ficará mais sensível.
Por isso evite a exposição ao sol e use protetor solar ao sair de casa.
Faça esta aplicação, no máximo, uma vez por semana.
É importante verificar se você tem alergia a esta máscara: antes de aplicar, passe um pouco dela na pele.
Espere alguns minutos.
Se não houver reação alérgica, pode usar tranquilamente.
A máscara também pode ser aplicada em outras partes do corpo, como axilas, cotovelos e joelhos, pois ajuda a clarear.

OBS: Se estiver tomando medicamentos anticoagulantes, por precaução, não faça este tratamento.

http://www.curapelanatureza.com.br/post/07/2016/misture-mel-e-aspirina-e-aplique-no-seu-rosto-espere-20-minutos-e-isto-acontecera



COMPARTILHE

COMENTE!

1

#Livro Um dia, David Nicholls

Tags:


Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro.
Os anos se passam e Dex e Emma levam vidas isoladas - vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois.
Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.
Um Dia: Vinte Anos, Duas Pessoas é um fenômeno editorial no Reino Unido, sucesso absoluto de crítica e público, e teve o roteiro adaptado para o cinema pelo próprio autor, David Nicholls.
O filme, dirigido pela cineasta dinamarquesa Lone Scherfig, que também dirigiu Educação, traz a atriz Anne Hathaway no papel de Emma Morley.
http://www.submarino.com.br/produto/7444953/livro-um-dia



COMPARTILHE

COMENTE!

0

#Culinaria Bolo dos Anjos


Ingredientes:
Massa:
2 xícaras de açúcar
1/2 xícara de farinha de trigo sem fermento
Uma pitada de sal
2 xícaras de claras
1 colher (de chá) de cremor tártaro (creme de tártaro)
1 colher (de chá) de essência de baunilha
1 colher (de chá) de suco de limão
Cobertura:
250g de cream cheese gelado
125g de manteiga gelada
1 colher (de sopa) de essência de baunilha
2 xícaras (de chá) de açúcar de confeiteiro peneirado
Morangos para decorar
Modo de preparo:
  • Em um recipiente peneire a farinha de trigo, o açúcar e o sal, misture.
  • Na batedeira bata as claras até ficar em neve, adicione o creme tártaro e a essência de baunilha e bata.
  • Junte as claras em neve com os ingredientes secos misturando delicadamente.
  • Unte uma forma com furo no meio de 30cm de diâmetro, coloque a massa dentro usando uma colher grande. Deslize uma faca dentro da massa para criar espaços de ar.
  • Leve ao forno pré-aquecido à 190ºC por 30-35 minutos. Fure com um palito, se o palito estiver sequinho a massa está pronta. Deixe esfriar.
  • Para fazer a cobertura bata o cream cheese e a manteiga na batadeira, adicione a essência de baunilha e misture.
  • Adicione o açúcar e bata até ficar homogêneo e cremoso. (Se não for usar na hora mantenha na geladeira)
  • Desenforme o bolo frio e coloque a cobertura.
http://www.amandocozinhar.com/2016/12/bolo-dos-anjos.html



COMPARTILHE

COMENTE!

0

#Mensagem Você tem cumplices ou amigos? Leandro Karnal

Tags:

O palestrante Leandro Karnal é historiador e professor da UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas.


Este pequeno vídeo traz trecho de sua palestra em que ele fala sobre amizade X cumplicidade. Vale a pena assistir. E logo abaixo segue texto da jornalista e empresária Isabel de Farias, onde ela faz uma breve e precisa explanação sobre o tema e sobre o vídeo em questão:


Assista ao vídeo na íntegra clicando neste link: https://www.youtube.com/watch?v=Nz80Kd6FHBY

Você tem cúmplices ou amigos?
Em tempos de delação premiada e da desconfiança aflorada em tudo e todos, encontro nas redes sociais um vídeo do historiador Leandro Karnal, que cita o Discurso da Servidão Voluntária, de Etienne de La Boétie, um filósofo e humanista francês, nascido em 1530 e que viveu apenas 32 anos.
Esse discurso foi elaborado após a derrota do povo da França contra o exército e fiscais da monarquia, que estabeleceram um novo imposto para o sal. À época, no século XVI, o texto soou como um hino à liberdade.
“Não cabe amizade onde há crueldade, onde há deslealdade, onde há injustiça. Quando os maus se reúnem, fazem-no para conspirar, não para travarem amizade. Apoiam-se uns aos outros, mas temem-se reciprocamente. Não são amigos, são cúmplices”, escreve La Boétie no discurso. E, mais de 500 anos depois, tenho convicção de que esse pensamento certamente vale para os dias de hoje.
La Boétie tinha como seu melhor amigo outro filósofo, o Michel de Montaigne, que, em seu livro “Ensaios”, escreveu sobre a amizade dos dois. Na obra, Montaigne aborda de tudo, como se realmente fosse uma conversa com um bom amigo. Para mim, a beleza do texto é entender que somos percebidos pelos olhos dos outros, mas que pouco olhamos para dentro de nós mesmos. E voltar o olhar para nosso interior é fundamental para criarmos mais empatia com quem está do lado. Precisamos nos compreender para entender o mundo, pois para onde vamos levamos nossa mente e nosso coração. Lugar nenhum será adequado se não estivermos em paz com nós mesmos. E nos adequarmos internamente nos permite criar laços ainda mais duradouros e saudáveis.
É difícil encontrar alguém com quem a gente se identifique por completo e com quem tenhamos prazer em dividir alegrias, angústias e sofrimentos. Às vezes, ficamos distantes de pessoas que encontramos por disputas sem nenhum sentido. Uma vida sem amigos é vazia, é desperdiçada.
Para La Boétie, essa amizade verdadeira só existe entre os éticos e bons. Os maus possuem temores, têm cúmplices, e se desesperam ao pensar o que pode ser feito contra eles. Quem está do lado pode ser sempre uma ameaça. Fato é que viver sob suspeita, desconfiando de tudo e todos, não é a vida mais tranquila e prazerosa que podemos ter.
Como quase tudo, ter cúmplices ou amigos é uma escolha de cada um. É fruto de um cultivo diário, entre relacionamentos e atitudes que temos. O resultado, a vida que levamos, é uma reação às nossas ações. Afinal, como dizem, o plantio é opcional, mas a colheita é obrigatória.

Fonte: http://www.revide.com.br/blog/bel-de-farias/voce-tem-cumplices-ou-amigos/



COMPARTILHE

COMENTE!

0